CoronaVírus e Suas Complicações

Coronavírus e suas complicações

Passo álcool na mão, coloco a máscara e falo: pronto, agora é não viajar de avião e não fazer cruzeiros e ficar quietinho em casa para não pegar coronavírus, porque a porcaria da doença é mais letal em velho. Quando não mata deixa o homem estéril. Também, de que adianta velho fértil se não tem mais o espeque, né? Portanto, não faz diferença, tanto faz, tanto fez. Com esse negócio de tanto álcool para higienizar as mãos, por conta dessa onda do novo coronavírus, já começo a ficar preocupado: vai falta cachaça no mercado. Se toda safra da cana de açúcar for destinada ao fabrico de álcool gel, não vai sobrar garapa para produzir a nossa cachaça! O assunto é muito sério, e a Globo não mostra. Corremos sérios riscos de faltar pinga nos botecos. Isto que estão fazendo não tem graça, é um crime. Não pode acontecer um absurdo deste. A indústria precisa parar de produzir álcool gel, já! Que as pessoas lavem as mãos com água e sabão que é mais eficaz. Usem o vinagre como asséptico, e deixem nossa pinga em paz. Pelo amor de Deus! Agora, depois do primeiro caso de coronavirus confirmado, a imprensa brasileira já comemora. Yes, nós temos o nossocorona vírus também! Se demorasse um pouco mais para essa doença chegar ao Brasil os jornalistas botavam um ovo. Tanto torceram que acabou chegando. Agora, depois do carnaval, que é um coquetel de virose, o Brasil vai ter coronavírus pra dar e vender. A coisa é tão seria que até Jacaraci, cidade pequena do interior da Bahia, com 14 mil habitantes, já tem um caso suspeito. E o cabra só pode ser rico, porque, pobre do interior da Bahia, que não tem dinheiro para viajar de avião, ir para carnaval da capital, para contrair o Covid-19, só se for mesmo através de macumba. Interessante é o Japão insistir em manter as Olimpíadas! Ok! Tudo bem! Senta a pua! Mas só quero ver na hora da competição, um atleta soltar um atchim, , alguém da mesa julgadora, um fã para aplaudir, alguém no ginásio. Sei que, com a disseminação do coronavirús hábitos e costume serão revistos pelo mundo afora, principalmente no gesto de cumprimentar as pessoas. No Brasil, até vou gostar quando pararem com esse negócio de beijar as pessoas, porque até hoje não sei se é um beijo, se são dois beijos. Às vezes, por garantia, dou logo dois, aí vem a pessoa e taca mais um. Fico sem saber se é para agradecer pelo beijo de lambuja, ou porque é cultura do lugar. Pelo andar da carruagem, todos vão se cumprimentar com pequenos gestos, igual aos asiáticos, porque, pegar na mão já virou problema, é um risco iminente, beijar na face, então, nem se fala. Quando o Santo Padre, quebrou protocolos e tradições ao recusar que fiéis beijassem o Anel Papal, ele sabia o que estava fazendo. É que ele pressagiou a disseminação do coronavírus antes mesmo do médico chinês que alertou sobre a doença. Nessa época, o Papa Francisco já evitava o beijo com medo do Covid-19. Veja o vídeo! Agora que essa doença se alastrou pela Europa, o papa cancelou as agendas e se isolou do mundo. Hoje, ir a Roma e ver o papa se tornou uma tarefa difícil. Apertar a mão do pontífice então, é inimaginável. Inimaginável, vírgula, desde que a mão do fiel não se seja de um conservador, de um direitista radical como o Presidente Donal Trump, que pode ter problemas, o Papa se enfeza e logo o bico começa cresce. Agora, se for mão de comunista, aí não tem problema. Será recebido de braços abertos e você pode abraçar e beijar o Papa à vontade. Se você for à Roma e não conseguir falar com o Papa, diga que é comunista e todas as portas se abrem. Não importa etnia, raça, fé. Ser ateu, estar ou não infectado. Nada disto importa. Você pode até mesmo ser o coronavírus em pessoa, não tem problema, desde que seja comunista. Sendo comunista você será recebido de braços abertos pelo Camarada Francisco. Amém? Esta foto é prova insofismável do que estou falando. É isto! Até o próximo vídeo. Nem vou pedir para se inscrever ou dar um like, porque a gente pede e ninguém atende, não é mesmo?Mas, o brigado por me seguir até aqui e tenha um bom-dia.
(Zé William)

About José William Vieira

View all Posts

Brasileiro da Bahia que gosta de escrever. Escritor/Jornalista que gosta de abordar o cotidiano do seu ângulo de visão.

Deixe uma resposta

Pular para a barra de ferramentas