Escola Pública da Bahia, assassina de sonhos

13887026_1136987653038069_8594659708116342364_nDirigentes de Escola Pública da Bahia tem mil motivos para não dar aula, sequer uma para ensinar os miseráveis.

Alunos de Escola Pública da Bahia estão fadados ao infortúnio, ao trabalho braçal, à miséria pela falta de comprometimento de todos os envolvidos na educação.
Na Bahia ninguém se importa com as crianças pobres. O Estado não se importa, a diretora da escola pouco está se lixando para o ensino, as professoras não são diferentes. Os pais não têm capacidade de entender o tamanho da tragédia que acontece com seus filhos. O tempo avança sem agregar conhecido e valores nobres desses miseráveis e acaba engolindo as esperanças de um futuro promissor.

Nas escolas públicas de Conquista  dia sim, dia não tem aula e no dia que tem aula, antes das 11 horas as crianças já estão de volta. Isso é crime e crime hediondo. Ninguém ficará imune ao castigo divino em enganar e furtar o futuro dessas crianças.

Hoje, terça-feira, voltou a não teve aulas… motivo? Os educadores já se acostumaram com o descaso! É mais um dia de folga para eles, o salário vem do mesmo jeito.

Entramos no segundo semestre e a criança ainda não conhece as vogais, não sabe escrever o nome, não sabe os dias da semana, não conhece os números…

Escola Pública da Bahia; carrasco de futuro de crianças pobres. Assassina de sonhos e de esperança dos humildes que acreditou nessa rede assassina.
Zé William

About José William Vieira

View all Posts

Brasileiro da Bahia que gosta de escrever. Escritor/Jornalista que gosta de abordar o cotidiano do seu ângulo de visão.

Deixe uma resposta

Pular para a barra de ferramentas