Tânia Martins, a Poetisa

TÂNIA MARTINS, A POETA!

Tânia Martins, nome artístico de Elvira Tânia Lopes Martins. Natural de Licínio de Almeida. Desde a década de 1970 está radicada em Caetité, no estado da Bahia. Tânia Martins, a poetisa, em 2001, junto a outros entusiastas do ideal, tomou posse na cadeira número 3 da Academia Caetiteense de Letras, cujo patrono é o educador Anísio Teixeira. A poetisa é uma das mulheres mais brilhantes do mundo literário da cidade e região. Uma imortal que já marcou seu nome na história de Caetité e da Bahia. Uma poeta de inteligência aguçada e de grande sensibilidade cujo talento foi reconhecido pela casa  literária de Caetité  e por um grande número de leitores.

 

Este Sentimento
Se te mando rosas,
murcham pelo caminho
então, prefiro fazer – te
carinho ainda que raramente!

Se te peço luzes
nos olhos, no sorriso
é que de luz é feito
este sentimento
que me enche o peito,
que pacifica meu ser,
que me mostra um outro
mundo- diverso
(feito de cores, sons,
suaves versos, delícias
em carícias ousadas
mas gentis).

Se te falo de sonho
é que acredito no amor.
Se te falo de amor
é que creio na Vida.
Se te falo de Vida
é que Vida há aqui,
prazerosa Vida
para ti.

Tânia Martins – Cté, 11.07.2004

As fêmeas!…
Os machos se agridem por elas,
Se torturam por elas,
Se batem por elas,
Se matam por elas…

Elas!…as fêmeas!…
Às vezes nem percebem!…

Caetité-BA., 06/12/2002
Postado por Tânia Martins às 19:42 2 comentários:
segunda-feira, 18 de maio de 2009

Postado por Tânia Martins às 20:30 2 comentários:
Caetité

Que mistérios tens,
Querida,
que te amo tanto
e tão profundamente?

Será o ar que te envolve
tão suave, tão ameno,
ou será tua noite
enluarada e serena
a me encher o peito
de gentis encantos?

Será teu povo amigo
ordeiro, de fácil sorriso
ou serão tuas ruas, praças, avenidas,
pedacinhos do paraíso
onde minh’ alma se extasia
diante dos talhos e retalhos
que te formam?

Será teu céu azul,
límpido, brilhante
como não conheço igual
ou será a magia
que de ti emana
e me conclama
a adorar-te?

Não sei, Amada,
o que me prende a ti.
Só sei que te amo
como se minha terra fosses
e vejo, e sinto
teus encantos, teus detalhes ,
teus odores a me embriagarem
e feliz sou
por estar em ti.

Tânia Martins – 29.09.2001

Comentário
Declaração de amor para a cidade de CAETITÉ-BA, cidade que meu coração escolheu como sua terra.
Postado por Tânia Martins às 08:35 4 comentários:
sexta-feira, 1 de maio de 2009

Eu queria ser um pássaro e voar pelo espaço, descobrindo mundos, beijando flores, namorando a brisa,espalhando abraços.
Postado por Tânia Martins às 15:26 Um comentário:
A justiça é cega.
Será?
Ou espia por um olho
Estrábico?!
Para qual lado
Penderá
O prato dessa balança?!
Quem pode imaginar?
Postado por Tânia Martins às 15:24 Um comentário:
As abelhas colhem o néctar e num trabalho meticuloso fabricam o mel, mais completo alimento da natureza. As moscas farejam corpos putrefatos e aí pousam. Ser abelha ou mosca é escolha de cada um.
Postado por Tânia Martins às 14:38 4 comentários:
Tânia Martins
O vento passa espalhando aroma de jasmim mas eu não posso segurar o vento.
Postado por Tânia Martins às 14:21 2 comentários: