Apenas 7 mulheres têm permissão para usar branco ao visitar o Papa. Saiba quem são e por quê

A visita da família Trump ao Vaticano deu o que falar na última semana. Tudo porque Melania e Ivanka, esposa e filha, respectivamente, do presidente Donald Trump, vestiram preto para o encontro com o Papa.

Muita gente achou o figurino estranho e logo o evento virou piada nas redes sociais. Mas o que muita gente não sabe é que o traje preto é uma exigência da igreja católica e que somente sete mulheres têm permissão para vestir branco ao visitar o pontífice.

O Vaticano mantém como protocolo a sugestão do preto para o encontro e nomes como Rainha Elizabeth II e Michelle Obama são alguns dos que seguiram a regra de etiqueta. A exceção é chamada de il privilegio del bianco (privilégio branco, em tradução do italiano) e é dada à princesas e rainhas católicas.

É necessário que elas recebam do Papa o título hereditário chamado de Rex Catholicissimus, se mantenham publicamente católicas ou serem casada com um monarca católico. Atualmente, as mulheres que possuem a permissão são: a rainha Letícia da Espanha, a rainha emérita Sofia da Espanha, a rainha consorte Matilde da Bélgica e a rainha Paola da Bélgica, a grã-duquesa Maria Teresa de Luxemburgo, a princesa Marina de Nápoles e a princesa Charlene do Mônaco.

Charlene é uma das privilegiadas que mais visita o pontífice, somando ao todo quatro encontros até o momento.

Fonte: https://br.yahoo.com/vida-estilo/apenas-7-mulheres-tem-permissao-para-usar-branco-ao-visitar-o-papa-saiba-quem-sao-e-por-que-181436239.html

About José William Vieira

View all Posts

Brasileiro da Bahia que gosta de escrever. Escritor/Jornalista que gosta de abordar o cotidiano do seu ângulo de visão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*