Após depoimento, advogado de Stênio Garcia e sua mulher diz: ‘Estamos positivos’

‘Já foi aberto o inquérito e o caso segue em sigilo absoluto’, acrescentou Ricardo Brajternan, representante do casal, cujas fotos nuas cairam na internet

Horas após prestarem depoimento sobre fotos nuas, Stênio Garcia e sua mulher, Marilene Saad, deixaram a Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática, na Zona Norte do Rio, na noite desta quinta-feira. Ao Purepeople, o advogado Ricardo Brajternan, representante do casal no caso de vazamento das imagens intímas, afirma que os culpados serão punidos: “Estamos positivos”.

“Ficamos cerca de três horas na delegacia, já foi aberto o inquérito e o caso segue em sigilo absoluto. Agora é deixar a polícia trabalhar”, acrescenta Ricardo, que havia chegado no local durante a tarde.

Stênio Garcia está menos abalado do que sua mulher. “A gente brinca mesmo como todo casal saudável e não tenho problemas com isso. Estava com a minha mulher e não com a mulher de outra pessoa. Que problema tem isso? Não tenho motivo para ter vergonha”, comentou à revista “Quem”. O casal acredita que a assistência técnica do aparelho possa estar relacionado com o roubo das fotos. “A violência maior disso tudo é a invasão. Eram brincadeiras que nós fazíamos pela saúde sexual que nós temos. Isso tem que ser combatido”, acrescentou o ator ao programa “A Tarde é Sua”, da RedeTV!.

Como Felipe de Carolis, ator de “Verdades Secretas” cujas fotos íntimas vazaram na rede, a mulher de Stênio vai processar. “A minha mulher trocou trocou o celular recentemente, ela toda a programação do celular, acredito que tenha sido nessa troca”, falou o ator. “É diferente como o Stênio enxerga e como eu enxergo. É uma violência! É como entrarem na sua casa, arrancarem sua roupa, e de repente você fica desnuda pra todo mundo”, disse ao programa de Sonia Abrão.

Murilo Rosa e Carolina Dieckmann também foram vítimas de crime digital

Além de Stênio e Marilene Saad, outross famosos já tiveram sua intimidade exposta na internet. Em 2013, Murilo Rosa teve uma foto nu vazada nas redes e recorreu à Justiça para retirar as imagens do ar. No ano passado, ele chegou a vencer o Google judicialmente; a empresa foi obrigada a pagar R$ 50 mil ao ator.

Carolina Dieckmann foi precursora nesse caso. Em 2012, após lutar na Justiça, a atriz teve seu nome na nova lei contra crimes digitais. “O que ficou para mim é que hoje em dia a gente pode esperar alguma coisa da Justiça”, comemorou a artista, no dia 7 de novembro de 2012.

(Por Júlio Parentes)

About José William Vieira

View all Posts

Brasileiro da Bahia que gosta de escrever. Escritor/Jornalista que gosta de abordar o cotidiano do seu ângulo de visão.

Deixe uma resposta

Pular para a barra de ferramentas