Habemus Papam

Quando anunciaram um Cardeal latino-americano como Papa, eu estranhei. Na breve aparição na varanda, minutos após ser anunciado, estranhei também ele pedir aos fiéis que orassem para seu pontificado ou pra ele, não me lembro mais.
Achei esquisito quando o Papa Francisco, pessoalmente, foi ao hotel pagar conta e pegar bagagem. No início, todo mundo dizia que era simplicidade. Até aí, tudo bem, mas, quando o Papa Francisco recebeu o presente com símbolo do comunismo de Evo Morales e não fez nenhum comentário, aí eu vi a simpatia dele pelo socialismo.
A dúvida foi embora quando ele se meteu na mediação entre EUA e Cuba; o Papa é comuna!

Jornais independentes afirmam isso. WikiLeaks anunciou: Papa Francisco e George Soros, uma aliança profana – VatilLeaks 2.

Só em saber que o Papa Francisco afirma que cristãos e islâmicos são “irmãos” e que os membros de todas as religiões são “filhos do mesmo Deus”, aí ninguém tem mais dúvida de que o Papa segue a cartilha dos socialistas que defendem os degoladores de cristãos.

O Papa não gosta de Donald Trump e evita falar dele, se fosse um socialista era com ele mesmo.

A missão do comunista Francisco é destruir a Igreja Católica, conceito de família e valores tradicionais mantidos pela sociedade por milhares de anos. Não é à-toa que os depoimentos que ele anda dando abala em cheio a fé dos católicos.

Na realidade, o Papa anda muito íntimo de grupos conhecidos como “Elite dos Senhores do Mundo” que inclui a Maçonaria, Internacional Socialista, ONU e etc.

As metas principais dos grupos são: Estatizar economia, a família, a sociedade, a individualidade e a religião, eliminando classes sociais, paternidades, liberdades e individualidades, tradições religiosas e símbolos nacionais como Bandeira, Hinos, Estatais, brasões da República e também monumentos que simbolizam a memória, as tradições, as conquistas e as histórias de uma Nação.
Zé William

About José William Vieira

View all Posts

Brasileiro da Bahia que gosta de escrever. Escritor/Jornalista que gosta de abordar o cotidiano do seu ângulo de visão.

Deixe uma resposta

Pular para a barra de ferramentas