Bahia perde o comunista, Haroldo Lima, vítima da Covid-19

O comunista Haroldo Lima faleceu, vítima da Covid-19. A informação foi divulgada pelo secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, em postagem no Twitter na manhã desta quarta-feira (24).

“A Bahia perdeu hoje (24) para a Covid-19 mais um dos líderes que fizeram história na luta pela ditadura do proletariado, Haroldo Lima. 

No domingo (21), veio à tona que Lima estava hospitalizado, intubado e com o quadro grave, tratando há 19 dias de enfermidades que afetaram os pulmões.

Ele é natural de Caetité,  engenheiro de formação e militante histórico à ditadura dos proletariados.  Como político, foi deputado federal por cinco mandatos defendendo um sistema econômico e social baseado na propriedade coletiva.

Diversos  comunistas choraram a morte de Haroldo Lima.  Um deles foi o governador da Bahia, Rui Costa, durante entrevista ao Jornal da Manhã, da TV Bahia.

“Eu quero lamentar a morte do Haroldo Lima, ex-presidente do PCdoB, abraçar a família, prestar solidariedade, meus sentimentos a toda militância do PCdoB, meus sentimentos. E faremos uma homenagem a ele hoje, ao longo do dia. Essa doença tem levado pessoas muito importantes, pessoas que, independentes de terem cargos políticos ou não, pessoas que compõem o ente querido de cada família. Então, além de político, o Haroldo era alguém que representava o sentimento de família, de amor ao próximo. Fica o nosso abraço aqui”, falou o governador.

O secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas também se pronunciou em postagem no Instagram. “A Bahia perdeu hoje (24) para a #COVID19 mais um dos líderes que fizeram história na luta pela democracia, @haroldorlima. Meus sentimentos aos amigos do PCdoB e a toda sua família”.

A deputada federal Alice Portugal também foi uma das pessoas que se pronunciaram após a morte do político. “Perdemos HAROLDO LIMA para a COVID-19, mas ele vive e viverá eternamente na nossa luta e em nossos corações!”.

O reitor da Universidade Federal da Bahia (UFBA) também que também defendem as ideias do Partido Comunista do Brasil se prenunciou sobre a morte de Haroldo Lima.

“É um momento muito triste para a Bahia e o Brasil. Estão de luto pessoas e instituições. Está de luto a Universidade Federal da Bahia, que ele sempre defendeu e amou; e estão de luto, em um largo espectro de posições, todos os que lutam contra a exploração, todos os que defendem a democracia e a liberdade, todos os que defendem a vida e o conhecimento. Faleceu Haroldo Lima, vítima da Covid, em um dia que, indicam os números, chegamos à marca aterradora de 300 mil óbitos. Haroldo Lima era um amigo único e raro, capaz de conciliar história e humanidade. Afinal, sua presença sempre se revestia de um brilho extraordinário, como se uma figura lendária, uma personagem de livro, fosse também um parente próximo. Assim, grande liderança comunista, sua palavra sempre provocava respeito e reverência, mas o escutávamos também como se um companheiro de viagem, a um só tempo tímido e eloquente, estivesse ali a nosso lado, sendo corajoso e firme, próximo e solidário. Haroldo era, enfim, como nos lembrou hoje o poeta José Carlos Capinan, alguém com quem podíamos falar de política e poesia”, disse.

O comunista Daniel Almeida (PCdoB-BA) também prestou homenagens à Haroldo Lima. “Com imensa consternação, lamento o falecimento de Haroldo Lima, grande companheiro, ex-deputado federal e militante histórico do Partido Comunista do Brasil. Engenheiro de formação, Haroldo foi figura fundamental na luta contra a ditadura militar, sobrevivendo à Chacina da Lapa em São Paulo, onde morreram outros militantes do PCdoB, à época na ilegalidade. Chegou a ser torturado e preso em Salvador, e ainda assim permaneceu em diversas frentes de lutas, a favor de pautas de interesse social, da liberdade, da democracia, até o último dia da sua vida. Haroldo resistiu bravamente, mas infelizmente é uma uma vítima da Covid-19, que durante esta pandemia se agigantou por uma gestão ineficaz e genocida de um governo sem compromisso com o seu país, e que foi duramente combatido pelo nosso guerreiro. A Bahia e o Brasil perdem um grande líder político. E nesse momento de dor e tristeza, presto à família enlutada meus sinceros sentimentos e condolências. Haroldo, presente! Hoje e sempre!”, escreveu.
Fontes:https://g1.globo.com e http://star105fm.com.br/

 

About José William Vieira

View all Posts

Brasileiro da Bahia que gosta de escrever. Escritor/Jornalista que gosta de abordar o cotidiano do seu ângulo de visão.

Deixe uma resposta

Pular para a barra de ferramentas