Flamengo versus Liverpool

Dois gigantes intimidados: Flamengo e Liverpool. Dois Golias com a mesma estratégia de jogo: sangrar o tempo para, na última instância, buscar o gol. E o que se viu foi uma retranca só, um espetáculo de intimidados: recuo de bola e tabelinha na própria área. Um esbanjamento de tempo. Tanto o Flamengo quanto o Liverpool esbanjaram, mastigaram, enrolaram e embrulharam o tempo. Não ficou claro se, por medo de abrir a retaguarda, ou estratagema pra minar a energia do adversário. Uma estratégia arriscada, porque o feitiço poderia virar contra o feiticeiro para a equipe que tomasse o primeiro gol. E foi o que aconteceu. O Flamengo, ao tomar o gol na prorrogação, passou a correr, desesperadamente, contra o tempo. Tempo esse vilipendiado ao longo do jogo. E depois, todo o pega pra capar para recuperar o prejuízo, de nada mais adiantava, porque tempo e oportunidade uma vez perdidos, não se recuperam jamais.

O Flamengo perdeu de um a zero: fica a derrota e a lição. Numa disputa de futebol, vence quem fizer mais gols. E só existe uma forma de fazer; dentro do tempo regulamentar.

O aguerrido  Flamengo tombou por terra, abatido por um adversário à altura. No confronto entre dois titãs, vence quem acerta mais que erra. O Flamengo errou mais que acertou e pagou o preço. 

Apesar dos pesares, o time jogou muito. 

Parabéns, Flamengo. Parabéns a todos os atletas da equipe, especialmente ao goleiro e ao atacante que tinha um pedaço de couro de carneiro pregado na cabeça.

Na próxima, valorize mais o tempo e vá pra cima, Flamengo, em busca de gol.

About José William Vieira

View all Posts

Brasileiro da Bahia que gosta de escrever. Escritor/Jornalista que gosta de abordar o cotidiano do seu ângulo de visão.

Deixe uma resposta

Pular para a barra de ferramentas