Messi, o emacumbado

O Messi não trinca,  não deslancha,  não desatola e algo  precisa  ser feito,  urgentemente, se a Argentina quiser se classificar.

O  técnico da Seleção Argentina deveria importar  do terreiro de Salvador,  um Babalorixá arretado para  desmacumbar “Messi” toda vez que ele entrar em campo.

Para alcançar a graça do gol,  providenciar num grande balaio, adornado com um pano branco, azul e colocar uma oferenda porreta pra encantar  Iemanjá, a Rainha do Mar.

Antes do jogo, no vestiário,  tomar banho de sal grosso para tirar a inhaca pessimista  encasquetada no juízo do jogador de outras Copas.

E, se preciso for, para o Messi encontrar o jogo e classificar a “Seleção Argentina”,  precisa arranjar um meio de roubar, comprar ou tomar emprestado o “Pai-de Santo” de Cristiano Ronaldo.
Certo!

About José William Vieira

View all Posts

Brasileiro da Bahia que gosta de escrever. Escritor/Jornalista que gosta de abordar o cotidiano do seu ângulo de visão.

Deixe uma resposta

Pular para a barra de ferramentas