Terceira Guerra Mundial

A terceira guerra mundial não vai ser entre nações, entre países aliados. Será uma guerra sem interesse político ou de tomada de posse territorial. Será uma guerra travada no campo ideológico, onde grupo simpatizante de uma determina crença lutará para implantar suas idéias por toda parte no planeta.

Essa guerra já começou, há muito tempo, mas, agora, ficou evidente demais. No momento, todos os grupos ideológicos, juntos com os globalistas, estão unidos com um único objetivo: varrer do planeta o cristianismo. O cristianismo por ter o maior número de seguidores do planeta; por ser conservador e manter os valores de família tradicional e preservar o conceito de ética e moral contrárias ao da nova ordem mundial, do comunismo e do islamismo. Há muito dinheiro envolvido nisso tudo para comprar presidentes de esquerda ou socialista, além líderes de grandes organizações.

Não é à-toa que o mundo está assustado com as declarações do Papa Francisco em poio ao globalismo, ao comunismo e ao ilasmimo. Disse o Papa em Nova York: “ A tendência é uma globalização, a globalização não é ruim.” “ A vida de Jesus é a história do fracasso de Deus”. Disse também em outras ocasiões: “Relacionamento com Jesus é danoso e perigoso”. “Os mulçumanos são pacíficos e agem como os discípulos de Jesus”. Ora, os mulçumanos que andam arrancando a cabeça dos cristãos, são vistos pelo Papa como pessoas pacíficas. Quer dizer, quem deveria defender os cristãos católicos, não os defendem. Quem deveria enaltecer a igreja católica não a enaltece; quem deveria fortalecer a fé de seus fiéis não faz isso; quem deveria ser contra o comunismo, não é.

Alguma coisa anda errada no mundo. Os católicos conservadores já acenderam a luz vermelha de alerta, agora resta aos católicos leigos e incautos rezar, rezar muito e cruzar os dedos para que o pior não aconteça.

About José William Vieira

View all Posts

Brasileiro da Bahia que gosta de escrever. Escritor/Jornalista que gosta de abordar o cotidiano do seu ângulo de visão.

Deixe uma resposta

Pular para a barra de ferramentas