Choro sobre o leite derramado de propósito

Muita gente ressuscitada nesse movimento e muita gente nova. Os Sindicatos esqueceram dos trabalhadores enquanto viviam eterna lua-de-mel com a corrupção do PT. Agora, na viuvez, após a morte do PT, quer recuperar o prejuízo causados por esses anos de noivado e não consegue.

O que podia fazer na época que podia fazer, nada fez. As reformas que podiam fazer na época em que estava no poder, não fez. Os sindicatos que podia ter sugerido alguma coisa para melhoria dos trabalhadores, enquanto viviam enrabichados com o governo, não fez.

O governo atual, em trinta dias destruiu 50 anos de luta e conquistas da sociedade e dos trabalhadores. Morto, o Partido dos Trabalhadores, arrastou para a sua sepultura a credibilidade dos sindicatos e de seus sindicalistas. Quando tinha trunfos nas mãos os sindicatos só pensavam no desfrute, agora, que o caldo engrossou, sem apoio sequer dos mortadelas, que lutar pelos trabalhadores.

Os sindicatos, a classe trabalhista e toda sociedade ainda não perceberam que perderam tudo, todos os direitos conquistados, com essas reformas que serão aprovadas e não vai ser essa gente que só pensa em carnaval, em futebol e samba que vai frear os tiranos que o próprio Partido dos Trabelhadores deram poder.

Não é esse povo acomodado que só pensa em curtição e odeia política, que vai barrar as reformas inimigas do povo, aprovadas na calada da noite.

Malandro demais se atrapalha. O PT e os sindicalistas nunca imaginaram que fossem encontrar pela frente malandros mais espertos como Rodrigo Maia,  Eunício de Oliveira, um Temer da vida que colocaram todos eles no bolso.

Três três passará: Reforma da Previdência; Reforma Trabalhista e Terceirização. Os derradeiros ficarão chupando o dedo: PT, Sindicato e os trabalhadores.

About José William Vieira

View all Posts

Brasileiro da Bahia que gosta de escrever. Escritor/Jornalista que gosta de abordar o cotidiano do seu ângulo de visão.

Deixe uma resposta

Pular para a barra de ferramentas