Poluíção Sonora

Decepcionado com a justiça e descrente das leis, temos  aceitado humilhações de povos de países subdesenvolvidos, desprovidos de legislação civilizatória,  por nos sentirmos sem direito, mesmo ciente do cumprimento de nossos deveres, pois, os afrontamentos diários que sofremos,  praticados por atividades madeireiras localizadas nos fundos das nossas casas,  situadas no bairro residencial Alto Maron, têm causado danos graves à nossa saúde auditiva e mal estar,  devido ao ruído ensurdecedor das potentes máquinas de corte de tora de madeira dessas serrarias, cujo pó de serra tem provocado doenças  respiratórias além de ardência nos olhos.
Temos Leis, mas ninguém as cumprem e os  maus-caracteres tiram proveito violando as leis e desrespeitando os cidadãos de bem, temos essas leis, mas não servem de nada aqui em Vitória da Conquista Bahia.“Código de Polícia Administrativa Lei 695/93”, especificamente a  “Seção V- Da Poluição Sonora e Visual,”   cujo cumprimento do “Artigo 33 – A Administração Municipal tem a finalidade de fixar normas necessárias para impedir ou reduzir a poluição proveniente de sons e ruídos considerados excessivos”,  assim como o “Artigo 35A Administração Municipal compete: I – Impedir a localização em zonas residenciais ou de transição para comércio ou mista, de estabelecimentos, cujas atividades produzam ruídos, sons excessivos ou incômodos, vedando, inclusive, a utilização de instrumentos musicais que produzam sons ao vivo”, artigos esses que atendem os nosso anseios.

About José William Vieira

View all Posts

Brasileiro da Bahia que gosta de escrever. Escritor/Jornalista que gosta de abordar o cotidiano do seu ângulo de visão.

Deixe uma resposta

Pular para a barra de ferramentas