Tragédia anunciada

LEAOMorrem imigrante aos tufos no mar Mediterrâneo e governos relutam em ajudar para não encorajar a travessia. Mas existe uma maneira eficiente de sensibilizar a União Europeia para proteger imigrantes no mar Mediterrâneo.

A solução estaria em capturar um Gorila do Congo ou um elefante do Quênia ou tentar encontra um outro leão no Zimbábue, um daqueles que o Dentista americano matou e, claro, levar junto na embarcação. Se não for possível levar animal de grande porte como esses, ao menos, leve um bichano ou um au-au e pronto, resolveria o problema, porque os órgãos de proteção aos animais, os de defesa do meio ambiente, os Greenpeace da vida e todos os órgão de proteção das espécies raras ou ameaçadas de extinção vão aparecer para salvar os bichanos e os au-aus por estarem em embarcações insalubres, inadequadas para a travessia.Quanto aos seres humanos… Bem, alguém vai se preocupar com ser humano que não é francês, que não é americano que, na realidade, não é europeu?

About José William Vieira

View all Posts

Brasileiro da Bahia que gosta de escrever. Escritor/Jornalista que gosta de abordar o cotidiano do seu ângulo de visão.

Deixe uma resposta

Pular para a barra de ferramentas