TÔA-TÔA E A ESCRAVIZAÇÃO DOS TÔA-TOENSES

DSC_00771Sábado, sempre jogo uma sinuquinha na AABB, mas, hoje,  não fui por causa da festa do Tôa-Tôa, é na AABB que faz a entrega das camisas.

 

Desde ontem eles estão entregando essas camisas. As ruas,  nas imediações do clube,  são tomadas de carros. As filas quilométricas serpeiam a Rosa Cruz.  Sexta e sábado, ninguém entra, ninguém sai do clube, só os Tôa-Toenses.  Mas, engana-se quem pensa que a camisa é de graça; 250 pilas! Tem gente com conta de água e de luz atrasadas, mas, com a camisa da festa  em dias.

 

A fila apresentada na imagem, é parte da fila,   é só o começo do sofrimento. No dia da festa, que é hoje, quem for antes do sol entrar não vai pegar engarrafamento, mas quem deixar para ir na hora marcada,  sabe o tamanho do engarrafamento que vai encontrar.

 

Pois é, não basta ter R$250,00 reais para comprar uma camisa do Tôa-Tôa, você tem que ser, antes de tudo, superficial ao extremo. Isso não é diversão, é ostentação, ostentação do nada. Não é prazer, é escravidão. Não é status,  é ser besta ano após anos e se orgulhar quão besta é.

About José William Vieira

View all Posts

Brasileiro da Bahia que gosta de escrever. Escritor/Jornalista que gosta de abordar o cotidiano do seu ângulo de visão.

Deixe uma resposta

Pular para a barra de ferramentas